#navbar-iframe{height: 0px; visibility: hidden; display: none;}

Thedivasclube.blogspot.com

Thedivasclube.blogspot.com
Vestir-se bem,é um exercìcio de auto-estima.è escolher a moda que valorize os nossos atributos e camufle os pontos fraços do nosso corpo. Seguir tendências não é sinônimo de elegância ou de luxo ;é preciso saber o que fica melhor com seu tipo físico,tom e subtom de pele, forma do rosto, sua personalidade, idade, temperamento,seu estilo de vida,contexto etc. Nese espaço conversaremos muito sobre moda,estilo-personalidade,auto-imagem, auto-aceitação,amor pròprio,auto-sabotagem e percepção estètica... mas sobretudo de muita auto-estima e empoderamento e do quanto o mito de Bàrbie afeta nossas escolhas de imagem e de vida! E claro,aonde você poderá deixar suas dúvidas,sugestões e críticas sobre o meu trabalho de consultoria de imagem & autoestima.Abra o seu armàrio e escolha o estilo mais adapto para o seu corpo e eu vou te ajudar a preenchê-los de conselhos fashion.Vista-se de autoestima de cor a tua vida.

Tradutor de idiomas

segunda-feira, 31 de março de 2014

AMOR À FLOR DA PELE ... NA TRADIÇÃO SECULAR DO QÌPAO- STYLE.



Nǐ hǎo ,Divas! Vocêis devem estar se perguntando, por que diacho, saùdo em Chinȇs?Help! Sabe aquele vestido chinês justo, con fendas super sexy lateral  com uma gola coreana  e abotoamento diagonal? Pois é, ele tem uma história longa e movimentada, como a do país onde ele nasceu. Este post é mais do que uma viagem no Oriente,a Shanghai!Eu não poderia  que não pensar, no fascìnio, que remete este paìs ao típico vestido  tradicional feminino chinȇs ,que sempre povou  ,na minha mente , atravès dos filmes històricos  , aquele "ar", intrigante, leve ,e  elegantemente  fràgil e sublime.Confira


A moda e as tendências, se sabe, são voláteis e mutável por natureza.No poste de Hoje vamos descobrir, a história do vestido Chinês clássico mais sensual e elegante que atravesou sèculos: CHEONGSAM - QÌPÀOR : ch'i-p'ao," “Qìpao” “ Chipao”. (pronuncie) Tchipau ele se tornou um símbolo cultural chinês, que influencia a moda até hoje.


Apenas um vestido, um objeto, ou até mesmo uma atitude aparecer em um filme ou uma propaganda para se tornar um “Must have”, o que provoca um desejo irreprimível de possuir. Este mecanismo não só trabalha com roupas ou estilos novos, mas é uma poderosoa máquina, também para promover a tradição de um povo, e se estamos a falar de uma cultura fortemente ligada às tradições, como os chineses, o efeito é ainda maior e pode 'chegando a envolver todo o globo terreste, visto que estimas-se che è a China a pròxima potȇncia econômica mudial e como consequȇncia ditarà tambèm o estilo.O Cheongsam como ele é chamado em cantonês, começou sua epopeia em 1644 quando os cavaleiros da Manchúria tomaram o poder na China, derrubando a dinastia Ming e com ela os seus robes folgados e confortáveis. 


Os uniformes militares dos conquistadores são a base do Cheongsam, que no início eram exclusivamente masculinos e depois viraram unissex. Originalmente chamado “Qipào”  lìngua em  Mandarim chinȇs, este  foi o vestido tradicional da Dinastia Han . quando as mulheres Manchu foram obrigados por lei a usar um vestido chamado de qipao, que no princìpio era uma larga, reta,e  longa como uma  túnica presa lateralmente , mas sem forma cobrindo completamente a forma feminina., Transformado pelas mulheres Manchu durante a Dinastia Qin o  chamado qipao , cheongsam  foi o seu precursor  ao longo dos anos.

Na década de 20s o “qìpào” foi revisitado e , embora ainda o modelo era muito longo, assumiu formas mais perto do corpo e chamando-se assim  Cheongsam , nome pelo qual é conhecido hoje .Foi naqueles “anos loucos”,  que o qìpao passou a ser  enfeitados com bordados em Xangai ; A então  capital da moda na China .


Em 1926, foram adicionadas as mangas .E somente ,nos anos 1940s o cheongsam foi remodelada no corpo, seguindo as curvas e destacando seios e quadris , e com provocantes  fendas laterais alto para seduzir . Desde o início dos anos 50s este modelo  foi lentamente em desuso : Substituído por roupas ocidentais  , acabou desaparecendo completamente no final dos anos 50s com a imposição do uniforme de Mao . Ele voltou a ser usado no início dos anos 80s. Com o tempo, tornou-se o vestido tradicional chinês e adaptado cada vez mais para a flexibilidade do corpo feminino, embora continue a ser muito longe de modelos ocidentais. Em Xangai tomou a zansae nome em mandarim a língua chinesa, enquanto chèuhngsàam é o termo cantonês, e, assim, passou a ser conhecido por nós como Cheongsam. 


Mas foi no filme que o cheongsam se tornou mundialmente famoso . sendo uma verdadeira consagração  destancando no filme :  The World of Suzy Wong por Richard Quine( 1960s) . E então todos os mais recentes filmes chineses ,  incluìram o cheongsam de maneiras diferentes cores e tecidos é o vestido de excelência que representa China.E como esquecer o celebre filme : Fa Yeung Nin Wa. (original title) - In the Mood for Love dirigido e escrito por Wong Kar-Wai,( 2000). Interpetado pela atriz Maggie Cheung Man-yuk; personagem de Li-Zhen:(Senhora Chan). O vestido tradicional chinês está de volta no centro das atenções, graças à atriz Gong Li , que é definitivamente a mais famosa atriz chinesa . Com seus filmes ( Red Sorghum , Ju Dou e Lanternas Vermelhas , A História de Qiu Ju, Adeus Minha Concubina , Caixa chinesa e O Imperador e o assassina )( (Memoirs of a Geisha)  por Rob Marshall,( 2005).Em todos estes filmes a atriz veste magníficos , luxuoso, e simples cheonsgam .Hoje nas ruas de Xangai e não se è visto ninguém,usar este vestido tìpico, exceto nas  vetrines das lojas especializadas em roupas formais para à noite ou para os turistas. Os jornais locais é possível ver as atrizes chinesas usar o cheongsam a aberturas oficiais ou filme no red carpet como o orgulho de pertencer a uma tradição de séculos.


Do vestido tradicional chinês, o cheongsam se transformou em um elemento de sedução e elegância. O vestido quintassencial, chamado tambèm  "vestido mandarim" tem tradicionais séculos attravesaro chineses. Ele nasceu no período da Dinastia Qing . Mas , o modelo que conhecemos hoje, moldando o corpo, só surgiu nos loucos 20s , em Shanghai , nesta  època era  muito em Voga ,  era la  Paris do extremo-oriente, aberta e cosmopolita! Nessa cidade fervilhante, onde se falava inglês e francês e se dançava jazz e outros ritmos ocidentais em clubes art decó, as mulheres chinesas, inspiradas pelas muitas ocidentais que viviam na cidade apertaram o corte dos Cheongsam e passaram a usá-los sem calças por baixo como os homens, criando um ícone visual que persiste até hoje. Nessa mesma época os homens chineses abandonaram as túnicas tradicionais e adotaram os ternos ocidentaise gravatas como modelo padrão de elgância.

o "cheongsam" ou "qipao", o vestido tradicional para a China, tem o mesmo valor para o quimono japonês.è quase como a segunda bandeira. Um qìpao,no entanto, não é apenas um pedaço de seda; no Oriente é quase um objeto dotado de alma, capaz de escolher seu dono. Só quando o corpo e a tela de mistura aquarela   atingue ao ponto de parecer um sò , de fato, o cheongsam torna-se  "vivo" e se destaca à beleza de quem o veste.
É uma peça de roupa com um poder forte, capaz de pintar novas cenas : uma avenida de cerejeiras carregadas de flores variadas e um pé de luz , que se move quase dançando nas pétalas , revelando a borda finamente tecida de ouro e seda . è tambèm um modelo  que  alonga a silhueta, deixando a mulher com uma postura elegante e altiva e a obriga a gestos bem delicados , cuidadosos, que criaram no imaginário dos ocidentais a imagem da mulher oriental como sensual e misteriosa e lelgantemente distinta.
O Qipao , ou cheongsam , é o vestido mais  conhecidos entre  as roupas nobre da China, em meados do século XVII. Originalmente concebido para esconder as formas , na década de 40 tornou-se o líder por excelência do sexo feminino, usado por estudantes, trabalhadores , nobres, que residem na cidade ou na província chinesa .

AS CARACTERÍSTICAS DISTINTIVAS DESTA PEÇA DE VESTUÁRIO SÃO :

:as formas lineares, compensado pela opulência dos tecidos e bordados, enfeitados com uma faixa na cintura para enfatizar a cintura. O modelo consiste em uma peça única, em geral, muito apertado, de mangas compridas ou curtas . Cheongsam é a marca do estilo coreano gola alta , abotoada com trança e botões que descem em diagonal a partir da base do pescoço até a axila . A saia pode ser de comprimento variável, e é , geralmente, muito estreito e profundo com fendas laterais . Os modelos tradicionais de QiPao , são geralmente feitas de seda de uma única cor , ou fantasias , e , por vezes, com arestas com uma cor diferente daquela do resto do vestido.  Nos anos quarenta, no entanto  o cheongsam apareceu na altura do tornozelo e de modelagem justa. Esses vestidos com gola alta têm pequenas mangas -- ou até mesmo nenhuma -- e alguns podem ter uma fenda da parte debaixo até a altura do joelho.

CORES


As cores têm um simbolismo significativo na cultura chinesa. A cultura tem três cores centrais, das quais muitos vestidos fazem uso. O vermelho, a cor de sangue, representa felicidade e boasorte, e aparece frequentemente como a cor base do vestido. O preto aparece menos no tecido, já que ele representa o sofrimento e negativimso , mas pode aparecer em bordados. O branco equilibra as duas cores e simboliza pureza e honestidade, mas também pode significar morte. A escolha das cores foi influenciada pela componente cultural : os tons escuros , geralmente apropriados para circunstâncias muito formais, em oposição às cores claras , que mostrou a origem social humilde de quem usava cheongsam
As cores básicas de tecidos ou bordados também podem mudar em vestidos que são feitos para indicar as diferentes estações do ano.

 CADA ESTAÇÃO CORRESPONDE A UM ESQUEMA DE CORES ESPECÍFICAS :


 Branco representou o outono, o preto aparece como o inverno e verde  e o azul na primavera, uma alegoria do renascimento da natureza. O  vermelho, como  símbolo do verão, na cultura chinesa é reservada , no entanto, um lugar especial : a cor considerado amuleto da sorte , ele é muitas vezes ligada a determinados rituais e celebrações ao longo do ano e da vida , como o Ano Novo e casamento.Outras cores também têm significados específicos. O dourado representa força e riqueza, o rosa indica o casamento e o roxo significa riqueza e espiritualidade .
O charme do cheongsam foi imortalizado por muitos diretores em filmes de tipos muito diferentes , mas todos eles traíram a elegância eo charme de uma cultura , da qual o qipao é um estandarte .
Em 1960, Nancy Kwan ajudou a fazer o cheongsam sedutor, em The World of Suzie Wong estrelou , entre balsa e vielas de má reputação , vestindo roupas coloridas , eles descobrem que, com fenda atrevido as pernas mais do que a tradição que o previsto. In the Mood for Love , o filme 2000 do diretor chinês Wong Kar Wai , cria contraste pungente entre paixões avassaladoras e alienação moderna desesperado, contra o fundo de uma Xangai do passado.

 Não se perde entre os padrões geométricos ou florais, cores quentes ou tons de vermelho que captar a atenção , mas com graça decente. Retrato mais ousado é feito em 2.046 filmes de Wong Kar Wai de 2004 , em que os selos cheongsam e os jogos espúrios ocasionais de um homem privado de seu verdadeiro amor .
 A nova estrela do cinema asiático , Zhang Ziyi , Gong Li realizada herdeiro, fez várias vezes para retratar com cheongsam tradicional, a partir de eventos da família contra um fundo de Xangai sépia Jasmine mulheres até o tapete vermelho. Senhorita Chu, em 1977, vencedora do Miss Hong Kong, no final do evento vestindo uma cheongsam com graça em cores suaves com estampas macro- florais, destinado a permanecer no chinês coletivos. Se você falar sobre a cultura chinesa , não se pode deixar de mencionar Ling Long , a revista de moda famosa e savoir- vivre , de 1931 referem-se a mulheres asiáticas. Já o seu nome, na verdade, adiar a idéia de graça : as duas palavras ( " Ling Long " , uma carícia no palato ) foram responsáveis ​​pela onomatopéia do tilintar de jade cristal. E o jade foi inspirado por Giorgio Armani, que, em sua coleção de verão 2009 Giorgio Armani Prive apresentou uma mulher fortemente influenciado pelo estilo oriental - Chinês em especial: o botão nó reinterpretado incrustada tradicional com cristais nas jaquetas pescoço coreanos, para atingir o cheongsam não estruturados, capazes de evocar um imaginário belle époque chinês.
Isso é o que um cheongsam ( qipao ) : um incipit , uma janela para além da Grande Muralha.

SÍMBOLOS


O destaques em bordado nos vestido Qìpao se decorrem do simbolismo da cultura tradicional. Os motivos comuns, como pinturas chinesas, aparecem até mesmo nas roupas contemporâneas.
Nos séculos passados, símbolos de poder como dragões e fênix só apareciam em vestidos da classe alta.
As classes mais baixas usavam cores sólidas e padronagens simples e abstratas.
Muitos vestidos chineses na sociedade contemporânea ainda usam padrões geométricos, mas símbolos extravagantes aparecem mais frequentemente do que antes.
Os dragões representam força, poder e boa sorte. O "Fenghuang", ou a fênix, simboliza a virtude e a graça. Leões têm conotações místicas e servem como guardiões. Os tigres, por sua vez, significam um desejo por concretizar realizações e o equilíbrio entre beleza e ferocidade.

O QÌPAO EM RETROSPECTIVA:
Conheça a história do vestido chinês mais Chic.


 PADRONAGEM E FIGURAS DO QÌPAO :PINTURAS


China pode ser definida como " a mãe do jardim ' , graças à localização geográfica extraordinária de seu território. É , de fato, o único país com ligações ininterruptas entre as florestas tropicais, florestas subtropicais , temperadas e boreais , que têm facilitado o desenvolvimento de associações ricas de plantas, raros ou impossíveis de encontrar em outros lugares do mundo.O silêncio quebrado pelo farfalhar de folhas e água, as estruturas arquitetônicas efeito de surpresa , as cores brilhantes , os infinitos detalhes e em toda parte um sentido de ordem e harmonia alvo : estes são os ingredientes essenciais de jardins chineses.
De acordo com as tradições chinesas , cada flor está associada a um significado e valor particular. Aqui está uma série de flores e plantas chinesas
O crisântemo vermelho é um presente excelente para as pessoas mais velhas , porque representa uma boa vida. Símbolo da poderosa energia Yang , é usado frequentemente como uma oferta sobre o altar dos templos budistas e atrai boa sorte em suas casas. Por isso, é um presente de boas-vindas , mesmo por aqueles que se mudou para uma nova casa .

hortênsia expressa amor, gratidão e iluminação. É um grande presente para agradecer uma pessoa que não ajudava em nada se vangloriar.
A azaléia é a elegância , riqueza e temperança e é um símbolo de feminilidade. Mensageiro de boa sorte , é uma flor como um presente antes de tomar um teste importante .
A flor narciso é nossos talentos ocultos e augura sucesso no trabalho. Por isso, a flor perfeita para aqueles que aspiram a uma promoção no trabalho e sorte.
 A orquídea é um símbolo de fertilidade , mas também para a perfeição , abundância e crescimento interior. Admirando a beleza e elegância que ele traz prosperidade em suas vidas.

As flores de pȇssego representar a beleza feminina , longa vida e abundância. Tradicionalmente durante as pessoas ano novo chinês que querem encontrar o amor comprar uma planta inteira para manter em casa para desejar boa sorte no ano que vem .
 Para os casamentos são flores  lírios em vez doado, porque significam cem anos de felicidade. Também simbolizam a unidade e, portanto, adequado para amigos íntimos.
Se os jardins chineses fascinar particularmente  nas ropuas admiro e , por vezes, uma sem tomar um vôo para a Terra do Oriente, até mesmo apenas  vendo um fim .
Flor penia! O icone do Oriente, a penia simbolizou prosperidade para mais de 5000 anos. Muito popular na China, escolha uma penia requintadamente bordados para a sua cheongsam para transmitir uma sensação de mistèrio enigmtico e delicadeza.
Flor de Lotus sagrada no Tibete, onde ela simboliza a pureza ea santidade, o ltus um motivo tradicional para vestidos cheongsam muitos chineses. Um emblema de ltus em sua prpria cheongsam salienta a sua beleza e inocncia.
Fȇnix Esta criatura nobre tem sido muito utilizado na China como o motivo para as damas da corte imperial. Escolha um projeto Phoenix para o seu cheongsam vestido chins para criar a aparncia de uma princesa oriental.
Drago O motivo do imperador e smbolo do poder supremo, nada melhor do que a China representa o drago de ouro nobre. Mostra seu prprio poder e fora com um motivo do drago impressionante.


TECIDOS


Muitas costureiras do design "cheongsam" usam materiais lisos, com uma quantidade considerável de brilho, como a seda pura , o brocado de seda ou o cetim de seda.
 Originalmente, no entanto, o tecido usado nos vestidos chineses dependia enormemente do status social do indivíduos que os vestiam.
Somente as classes mais altas da sociedade, incluindo oficiais do governo, tinham vestidos feitos de seda pura . As classes mais baixas podiam usar somente roupas feitas de algodão de baixa qualidade ou acetinados . No entanto, no começo do século 20, os limites do uso da seda foram afrouxados devido a guerra mundial . A partir daí, uma maior gama de indivíduos de múltiplas classes passaram a poder optar por vestidos de  mista -seda ou algodão.
S.o.S Fashion: Qìpao Style  - Red carpet 



COMO USAR

No REAL ,escolha tecidos finos, como algodo puro, pano de fio de seda, ou popeline, estampado com flores pequenas. Na primavera e no inverno, tente uma fibra sintètica ou pano misturados como seda brilhante e fino pano.
Qìpao + sabrina shoes nos pès.
Qìpao + sandal tiras finas e delicadas gold
Qìpap + sapato chanel
Qìpao + sapatilha  com ponta metalica
Qìpao de cerimonia
Para festas selecione  tecidos macios , leve, fino, seda pura, que nao vai aderir ao seu corpo. Para a primavera e o inverno, cetim e veludo sao mais quentes e mas ainda elegante, crepe e damasco fios de ouro  sao mais  decorativos.
Fica à Dica: A Gola Alta do tradicional cheongsam  fica bem em mulhers com um longo pescoço. No entanto, mesmo com um pescoço mais curto que vocȇ pode encontrar um vestido atraente chic, optando por um curto colarinho  coreano ou mesmo  um decote mais profundo.
PENTEADO: o cheogsam pede penteado preso no alto da cabeça , revelabdo a nunca,e para exibir a incomparavèl “gola corena” do  vestido.
ACESSÒRIOS : Por ser um traje único , ou seja, chique e prático; não exige acessórios vistosos. No màximo uma pulseira gold delicada( Dragão fino) e lindos brincos orientais chandellier : Tassel e pedras. Uma clautch  Deluxe rìgida geomètrica.

FILME INSPIRAÇÃO: Fa Yeung Nin Wa. (original title) - In the Mood for Love

 dirigido e escrito por Wong Kar-Wai,( 2000). Interpetado pela atriz Maggie Cheung Man-yuk; personagem de Li-Zhen:(Senhora Chan).
(Memoirs of a Geisha)  interpretado por GONG LI,  produzido e escrito por Rob Marshall,( 2005).

Dicas sobre como vestir:

salto alto, ultra feminino e delicado e elegante ( à la  Jim Choo inspiration ), acompanhado por acessórios delicados modernos ( Art Dècor), como bolsas pequenas  Clutch  rìgidas e geomètricas ou carteiras de mão que remetem a  lacca chinesa.
Evite manchas, uma vez que so notoriamente difceis de remover. Tome cuidado ao redor dos objetos speros ou pontiagudos que possam danificar o tecido fino ou rasgar causa. Para as variedades de mangas cheongsam vestido chins, cuidar de arregaar as mangas, pois pode esticar o tecido. CUIDADOS:
Lavagem ou limpar a seco, com limpeza a seco, e o metodo mais recomendado,. Lave sempre a seco o cetim brocado e bordados, canutillhos etc ; nunca use àgua.
 Lave separadamente de outros itens, especialmente se eles contèm corantes.Nunca use alvejantes base de cloro. secar, o seu vestido em uma àrea bem ventilada antes de armazenar, longe do sol., independentemente do tipo de tecido, embora o ferro frio deve ser usado para sedas. Vocȇ tambèm pode utilizar um pano hùmido entre o ferro e o vestido para evitar o e amolecimento de tecido ou desbotamento da  cor.
Evite guradar  dobrado !devem ser pendurados em cabides de largura  e com veludo nos ombros e no dobrado ao armazenar. Tome cuidado ao redor da àrea do ombro para que ele seja devidamente apoiado. Naftalina pode ser usado, mas evitar a variedade de cânfora, que pode causar amarelecimento em tecidos mais leves e nobres como a seda. Guarde-o e pelo averso em papel de seda.

O grande “achado” do Cheongsam é que ele alonga a silhueta, deixando a mulher com uma postura elegante e altiva e a obriga a gestos bem pensados, cuidadosos, que criaram no imaginário dos ocidentais a imagem da mulher oriental como sensual e misteriosa.
Esse estilo de vestir se espalhou para a também ocidentalizada Hong-Kong e para o resto da China, até que foi reprimido nos anos da ditadura de Mao Tsé Tung, após 1949, com a obrigatoriedade do uso dos  uniformes folgados da Revolução cultural. Isso vigorou até os anos 80, com a abertura iniciada com Deng Xiao Ping e que hoje faz da China o país que mais cresce no mundo.A redescoberta, pelos chineses, de sua própria cultura, fez os Cheongsam ressurgirem com força, seja nas criações dos designers famosos como Vera Wang ou Shanghai Tang, que os expõem em suas lojas em Paris, Londres e Nova York, ou nas muitas butiques do bairro francês de Shanghai, especialmente na Changle Road , entre as ruas  Shaanxi e Maoming, onde novos criadores reinventam o Cheongsam em cores pós-modernas e bordados de última geração. Hoje, o cheongsam é feito de uma única peça, apertada, de mangas compridas ou curtas. Tem como particularidade "o colarinho alto estilo coreano, abotoado com trança e botões que descem em diagonal a partir da base do pescoço até a axila, enquanto a saia pode 'ser de comprimento variável e é geralmente muito estreito e profundo com fendas laterais . Joan chen shu ,è a  atriz , regista que mais promoveu o vestido chinȇs, tanrto que tem sido chamada  "Queen of the Qipao," por ela  ter o físico adequado para usar qualquer versão,de Qìpao! Um privilégio concedido a poucas, que certamente   faz morrerer de “inveja”  mulheres de todo o mundo, especialmente na Europa e no Brasil , que não têm  um vestido  desta valência tão forte como os chineses. Este vestido  é tido como um traje único e que não exige acessórios, ou seja, chique e prático.Os restaurantes e hotéis chineses também adotam diferentes tipos de Qipao nos uniformes, o que dá um visual elegante aos locais.
Do que foi discutido acima, podemos tirar a conclusão de que vestir o  cheongsam, porque queremos estar em conformidade com o com as tendȇncias que remetem ao oriente , e ainda promover a cultura de um povo, è mais que fashion,è absolutamente Très chic! Em nossa sociedade, cada um deve desempenhar um papel activo para herdar o passado e no futuro, envidar todos os esforços ainda promover a tradição cultural de uma nação,continuado a difundir moda e sendo Cool. Enfim, não importa, quala roupa tradicional de um paìs ,você esteje vestido  para usar  em um dia especial, cheongsam ou Qìpao,  deve  se escolher para destacar a sua individualidade. Como todos sabemos que cultura tradicional chinesa é profunda e rica,Além do mais,a cultura tradicional chinesa tem despertado a admiração dos estrangeiros nos últimos anos. Hoje, os países em desenvolvimento são de grande tradição têxtil, como China, Índia e Turquia e os países em que o desenvolvimento é mais recente, como o Brasil ea Austrália, eles estão prontos para receber sugestões e não apenas produtos, mas também se destacam na grande salto para o mundial da moda, cada um com seu próprio caratteristica.
A Cina: è a  fábrica do mundo Fashion – shopping.Basta dizer que 70% da produção mundial de calçados e acessòrios  é feito na China. A China é o principal ator dessa mudança. todas essas mudanças, ajudaram de muito  a definir o significado da moda ao longo do século passado, em particular aquelas entre moda e figurino, moda e religião, moda e moda ética  modernidade e tradição de um povo, enquanto novas representações mentais e novos produtos estão entrando na cultura vestimentària e idéias que vão se personalizado no pròprio conceito de estilo que se adapta ao seu mundo.
E assim ,como  vestido típico chinês,e  uma peça de roupa especial- tradicional ,o cheongsam é de valores estéticos únicos e, portanto, atua como um porta-voz da arte do vestuário chinês.o qìpao assim,soube se transformar  em um elemento de elegância e sedução, não só representa o traje feminino chinês, mas também se tornou um símbolo de um traje tradicional oriental. E,é fácil perceber a natureza interior ampla, rica  e profunda deste o povo , atravès da història deste vestido tradicional que atravesou sèculos . 
E vocȇ como constròi a tradição do seu estilo,aonde busca inspirações?
Atè o pròximo artigo meus amores...

Zàijiàn


Nenhum comentário: